granizo, neve e outras coisas brancas e pretas

Standard

 

 

Sei lá porquê, mas eu imaginava que neve era fofa como algodão, seca como algodão, branca como algodão.

Não, descobri tarde na minha vida que neve NÃO é algodão.

Neve só é branca quando cai. Depois fica rapidamente da cor do substrato. Se o substrato é rua suja, ela fica suja. A que cai por cima se mantém branca até derreter a debaixo, aí fica suja também.

Neve não é fofa. Pesa. Principalmente quando se amontoa na beirada do telhado e resolve cair quando você está passando embaixo.

E, principalmente, neve molha. Não tão rápido como água, mas se você fica brincando na neve mais do que cinco minutos, molha sim.

Dá pra perceber que não gostei de neve, da primeira vez em que vi. Ainda não houve uma segunda pra confirmar ou não a impressão, mas, se depender de mim, não haverá.

Já granizo é diferente. A gente sabe o que esperar. Ele dói pra caramba, derruba galhos, queima plantas, arranha pinturas de carros e casas, quebra telhas, mas..é lindo!

Existem os redondinhos e os em forma de pedra mesmo. Os pequenos como uma bola de gude e os grandes como um seixo de rio. Dá pra brincar com eles, pois não derretem tão rápido. São transparentes, lindos como vidro.

Adoro granizo. Ele lá e eu cá. Bem coberta e protegida. Mas é lindo, sem dúvida.

Ontem choveu granizo. Não onde eu moro, porém.

Pena. O espetáculo de vidro caindo do céu, visto aqui de cima do apartamento deve ser lindo.

Eu sei. Granizo destrói.

Meu time também, aquele desnaturado, que consegue perder em plena inauguração, matando a gente de vergonha.

Mas eu amo os dois.

Neve? Deixa pro papai noel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *