festa

Standard

Não sou pessoa festeira, mas já cansei de organizar festas na vida.

É claro que elas- as festas organizadas por mim – também nunca foram essa maravilha, mas como organizar bailes se eu mesma não dançava, na época? Seria como uma virgem organizar um bom bacanal, guardadas as devidas proporções, oops!

Mas eu gostava de organizar. Porque gostava de esperar por elas. Imaginar o salão, as pessoas dançando, as roupas que eu e todo mundo estaríamos usando, a noite, o céu, o luar…minha imaginação ia longe. E sempre, sempre idealizou festas muito melhores do que na realidade se mostraram.

Não chego a dizer que a imaginação é melhor do que a vida real. Não é. Hoje, que melhorei bastante minha vida real e minha capacidade festeira, sei que não é. É uma questão de empenho, de dedicação, de conhecimento de causa.

É claro que existem fatores que não dependem desses acima mencionados. Não posso, nem ninguém pode, providenciar uma noite de estrelas e luar, até mesmo quando consultamos antecipadamente a meteorologia.

Também não podemos garantir beijos apaixonados, amores realizados, nem mesmo pares de dança concatenados. Infelizmente, que eu gostaria de poder. Ser deus tem seus atrativos.

Vim aqui pra falar de festas?

Não exatamente. Que eu tampouco sou mulher de contar com ovos no fiofó da galinha. Já passei do tempo pra isso.

Então, não vou falar da festa que imagino hoje à noite, com o timão campeão pela primeira vez da Libertadores.  Até vai ter lua linda e estrelas, que eu já consultei a meteorologia e meus calos. E se os climatólogos falham, meus calos falham menos.

Somos 30 milhões de loucos pelo timão e espero que angariemos mais outro tanto de brasileiros que vão se armar em brios contra os argentinos, torçam ou não pelo timão. Não vamos torcer contra, pessoal, que isso faz mal à saúde, adverte o ministério.

Mas esta festa, se de há muito esperada, não pode ser antecipada. Vamos abrilhantar o salão, decorar, usar nossas melhores roupas, providenciar a melhor música.

E esperar. A gente é bom nisso.

E torcer pra que a festa se realize.

Porque tenho certeza  que, se ela acontecer, será a melhor que meus sonhos jamais imaginaram!!

5 thoughts on “festa

  1. Maray,
    Como posso torcer para o timão se sempre torci para a Argentina, desde pequenininho? Vamos organizar uma festa, sim! Para celebrar a vitória do Bo… do… do… Melhor não falar para você.
    Só que as estatísticas são contra o timão. Veja bem: quantidade de vezes que venceu a Libertadores – nenhuma. Portanto, seguindo a lei das probabilidades…
    Está bem! Está bem! Eu estou brincando com você! Vamos festejar o timão e seu primeiro título na Libertadores. E que chegue ao título de campeão mundial interclubes, que isso é muito importante para todo o futebol brasileiro.
    Vamos lá, timão!!!
    Abração.

  2. JF e MFC: obrigada pelos votos, apesar que sei que vcs não têm nada a ver com o timão!!

    Bípede: foi mais do que arromba! E, é claro, minha gastrite deu sinais de vida! Torcer demais faz mal pra saúde, adverte o ministério :(

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *