diz-que-diz-que

Standard

Dizem sempre bem das ambições humanas. Dizem que os desafios é que nos botam pra frente. Dizem dos horizontes amplos e do pensar grande.

Mas não dizem das frustrações, não dizem da quebra de expectativa. Não dizem da angústia de buscar o que não se acha.

Dizem que pra alcançar tem que sofrer. Que o que vem fácil, vai fácil.

Mas não dizem da felicidade simples, não dizem da paz interna e dos dias calmos.

Dizem que o sofrimento engrandece o homem, dizem que o custa a alcançar é mais duradouro, dizem que a vida é luta renhida e viver é lutar.

Mas não dizem da alegria rápida nem da risada passageira.

Essas coisas não parecem ter importância.

Eu me surpreendo com a felicidade sem alarde. Com o sorriso à toa, com a vida dia a dia. E agora, na maturidade, percebo que é isso que me fez tão feliz. Nunca a ambição forçada, nunca o sofrimento nem o sonho inatingível. O sofrimento só me fez sofrer, nunca crescer.

A felicidade foi sempre o chão. Esse chão que eu piso e que me há de digerir um dia. E me fará brotar em alguma coisa. Uma árvore, uma erva daninha, um pé de mamona.

Minha ambição é isso: brotar de novo como qualquer coisa. Qualquer coisa verde que alguém pise num dia de sol e sinta-se bem.

Sentir-me bem. A maior ambição da minha vida.

Que alcancei.

Simples assim.

4 thoughts on “diz-que-diz-que

  1. Sergio Hamilton Angelucci

    Muito boas palavras e lindamente escritas !!! Como se dizia no nosso tempo, “tirou daqui” apontando-se para a própria boca. Falou e disse Maray !!!

  2. Marília

    Parabéns!
    Nada como chegar a um momento da vida em que temos a certeza de que somos, realmente, o que queremos ser.
    O ter não significa muito.
    Simplicidade… otimismo… coisas boas de serem cultivadas.

  3. Vou por aí, exactamente pelo que disseste!
    Felicidade fácil ou não… é felicidade!
    Quem diz o contrário são aqueles que não querem ver os outros felizes e dizem que o sacrifício é que nos valoriza…
    São os ratos e ratas de sacristia que detesto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *