receita

Standard

Primeiro eu abro a geladeira. E olho. De cima a baixo, como se medisse as possibilidades, como se cortejasse minha geladeira.  E abro coisas. Porta do freezer, gavetas de verduras e frutas, potes, escaninhos de ovos, bebidas. Não tenho preconceitos. Uma cerveja preta (só tem dessa na geladeira, sempre) pode ir bem com alguma outra coisa. Uma verdura roxa pode combinar com a brancura do arroz. Uma manga amarela serve pra amaciar a crocância de uma soja. Tudo é possível, embora nem tudo dê certo.

Como na vida. Tem que experimentar.

O que os outros falam conta. Mas até certo ponto.

O que conta mesmo é aquilo que eu tenho nos armários naquele dia.

Daí é só juntar seguindo alguns princípios: salgado combina com doce, desde que não seja doce em calda. Por que? Porque não gosto.

Cor abre o apetite, desde que acompanhada de bom cheiro.

Tem verdura linda que o cheiro estraga. Repolho roxo, nabo, por aí. É só usar cru.

Certas coisas, se pudesse, eu botava em tudo, como uva passa. Ou cebola. Embora essa eu bote em tudo, menos na sobremesa.

Verduras têm que ser barulhentas, se não perdem a graça. Salada tem que ter som. Alface americana ( a mais barulhenta), cenoura crua bem grandona ( a pequenina não faz barulho), pepino só estalando de novo. E dos grandes.

Maçã verde além do barulho tem cor. É ótima em doces e salgados, como a uva passa, que, esqueci de dizer, tem que ser preta. A branca é azeda. E nem aparece.

Arroz só integral. Pode ser preto, selvagem, com grãos ou cereais, o importante é ter casca. Porque arroz tem que ser mastigado e não engolido.

Pode usar sobras em bom estado. Reciclar na cozinha é recriar e às vezes a recriação fica melhor que a criação.

Soja quase todo dia. O dia muda e a soja também. Tem a granulada, a pedaçuda, a em grão, a em meio grão, o bife, a salsicha e a farinha. Menos o leite que não gosto. Nem aquele suco.

E é isso. Mistura tudo, usa um tremendo de um azeite, uma toalha limpa, um suco cheiroso e voilá.

Não, não gosto de cozinhar.

Gosto de misturar e ver no que dá.

Como na vida, já não disse?

3 thoughts on “receita

  1. Tinha preconceito com a soja. E continuo tendo. Sorvete de soja ainda vai (que aqui fazem muito bem) e o óleo que uso para fritar. E só. Muita gordura animal e tudo o que os médicos proibem. Cancelei o médico da minha dieta.
    :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *