novos velhos tempos

Standard

Vestidos floridos de “velhinha” sempre foram minha paixão. E jabôs de renda. E broches de camafeu. Usei muito. Até eu mesma ficar “velhinha”, aí parei de usar.

Móveis dos anos 50 e 60. Também usei muito. Toda minha infância foi recheada desses móveis. Era um tal de vitrola com pano dourado na frente e pés palito, vasos de Murano, bibelots de cristal, até aquele cinzeiro que parece de rodoviária brega, com pé metálico e um pino que a gente aperta e ele sai girando e as cinzas vão pra dentro, até essa coisa monstrenga teve em casa.

Talvez por isso eu deteste essas coisas. Porque pra mim não cheiram a “retrô” que é o eufemismo pra velho. Pra mim são passado mesmo e eu não vivo duas vezes o passado. Basta ter vivido uma.

Eu gosto mesmo é dos anos 30 e 40. Gosto de cabelo “a la garçonne”, gosto de chapéus pequenos, gosto de calças pantalonas e gosto de escrivaninhas da lei seca. Aquelas que nos filmes sempre tinham um cadáver dentro.

E gosto de carros antigos. Não os Simca da minha época de criança, nem as Willis, mas os Chevrolets de porta enfeitada com madeira de verdade, os Fiats pequeninos italianos, as Ferrari e os Porsche antigos. Os modernos não são tão classudos.

Agora não consigo gostar dessas fotos “instagram” que fazem a cabeça dos garotos do Facebook. Tenho uma gaveta cheia delas. Da época de verdade e não imitação. De quando meu avô, que nem cheguei a conhecer, pintava os retoques nas fotos a mão, deixando as bochechas rosadas e as bocas idem, fossem de homens, mulheres ou crianças.

Isso de época é melhor viver a de hoje.

Por isso eu danço tangos de Gardel, uso meias arrastão, Chanel 5, sapatos plataforma  e leio Dickens.

Modernidade,  nunca ouviram falar?

2 thoughts on “novos velhos tempos

  1. Gosto da tua forma de pensar sem olhar a quem gosta ou deixa de gostar!
    Dizes o que te vai por dentro e tá tudo bem!
    A nossa idade também nos permite sermos mais nós próprios, não é?!
    Um beijão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *