eu chego lá!

Standard

Não sou Terezinha de Jesus mas de uma queda fui ao chão.

Tudo pela maldita vergonha!

É o seguinte: estou aprendendo a andar de bicicleta. Comecei em dezembro e caí. Um estrago, mas não quebrou nada. Fiquei traumatizada e dei um tempo. Agora resolvi continuar. Não tenho tanto tempo assim na vida pra desperdiçar “dando um tempo”. É agora ou nunca, o Elvis não morreu e continua coberto de razão.

Mas tenho vergonha de, na minha idade, não saber andar de bicicleta. Então, quando o tiozinho da locadora de bicicletas me pediu, assim como quem não quer nada, que eu experimentasse aquela pra ver se o tamanho estava bom, eu experimentei.

A bicicleta e o chão de paralelepípedos.

Não gostei.

Mas vou continuar este fim de semana.

Sou teimosa. Uma teimosa toda esfolada mas ainda assim teimosa.

4 thoughts on “eu chego lá!

  1. MFC: eu sei, Manuel! Se eu aprendi a guiar carro, usando as quatro patas ao mesmo tempo, tenho que aprender a andar de bicicleta, porque se tudo o mais falhar, eu ainda assim posso pular fora sem nem ter que abrir porta, né? Mas meus neurônios andam meio enferrujados pela corrosão que o medo provoca. Quando se aprende de criança a gente não tem discernimento nem medo! 😉

  2. ¡Yo tampoco sé andar en bici! Durante unas vacaciones en la playa Marcelo alquiló unas bicis y quiso enseñarme. Aprendí enseguida, ¡pero no podía doblar! Me caía. Andaba unas cuadras derecho y rápido (es más fácil cuanto más rápido), me tiraba a un costado, bajaba, giraba la bicicleta, me subía de nuevo, y otra vez a pedalear.
    Pero no tengas vergüenza, Maray. Tenés otras habilidades.Bailar bien el tango, por ejemplo.
    Un beso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *