frases históricas num calor saárico

Standard

“no calor a gente fica nervoso, no frio não fica”

Uma coceirinha na testa. Vai aumentando até quase chegar a ser uma dor. Aí escorre e você nota que não era uma coceirinha qualquer. Era uma gota de suor.

Não dá pra enxugar. As mãos estão ocupadas. Uma segurando a bolsa firmemente de encontro ao corpo. A outra segurando o corpo firmemente em pé, seguro pela ponta dos dedos no balaustre do ônibus.

Ninguém abre as janelas. Também ninguém fecha. A inércia que determina que ninguém tome nenhuma atitude é um fato. Uns trinta por cento das pessoas que o ônibus conduz dormem. Aquele horário da siesta, se aqui tivéssemos siesta. Mas temos ônibus lotado, calor humano, calor solar, o chacoalhar incessante pelas ruas esburacadas. Nossa siesta.

O vizinho de trás achega-se. Poderia ser considerado um assédio, mas a gente já passou da idade. Ele também. Então, aquele achegar-se é só pro coitado encontrar um lugar onde botar o pé e as mãos, na lotação de 32 sentados e 60 em pé que passa dos 120, sentados, em pé, de lado, atravessados, espremidos, socados.

A senhorinha que vem empurrando tudo e todos pede com licença. Antes da arrancada. Qual motoniveladora ensandecida, vai pisando em pés, estapeando rostos com a bolsa fashion enorme, pisando calos com o salto. A gente até daria licença, que pedindo com jeitinho a gente faz bastante coisa, mas não tem como. Nem pra frente, nem pra trás.

Aí, num arquejo, ela prova que aquele papo de dois corpos não ocuparem o mesmo lugar no espaço é balela pura.

Bota esses corpos num Campo Limpo sanfonado em horário de rush e voilá!

É nesse momento que eu ouço a frase. Uma constatação. Um conformismo. Um resumo da situação. Uma filosofia digna dos mestres, se os mestres alguma vez tivessem andado de ônibus.

2 thoughts on “frases históricas num calor saárico

  1. No frio daqui ninguém fica nervoso porque o frio daqui congela. Congelados hibernamos até o fim da era glacial a qual chamamos Primavera. :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *