eterna juventude

Standard

Morreu Tony Curtis há alguns dias. Morreram Gregory Peck, Marilyn, Dean e Yul Brinner.

O que me vem a cabeça é a piada aquela do “ morreu mas continua vivo na minha memória” do cara que está numa festa ou algo assim e se confunde ao perguntar por alguém que já era.

O fato é que estão. Todos eles vivos na minha memória.

Pior até: vivos e jovens, na flor da idade, que antigamente, pelo menos em Hollywood devia ser por volta dos 40, 50 anos. Os galãs não eram os adolescentes de hoje.

Lembro que eu tinha, aos nove anos, uma certa fixação por galãs de “cabelos brancos nas têmporas”, como se dizia, pernosticamente. Rossano Brazzi, essas coisas.  Eu assistia esse tipo de filmes por viver em torno de adultos, dos quais dependia pra ir ao cinema. 

Mas me dá uma certa tristeza a morte de Tony Curtis. Não por achar que o cinema perde um grande ator. Não chego a tanto. Mas por vê-lo ainda, em sessões da tarde ou cine Cult na TV, ainda serelepe ao lado de mocinhas loiras de cabelo gatinho. Ele e seu topete. Ou ostentando seu físico atlético pra época em cenas de trapézio.

Parece injusto alguém morrer tão jovem.

Até eu lembrar que ele passou da juventude há muito tempo.

E não só ele. Snif.

Mas ele poderá sempre contar com as sessões da tarde.

5 thoughts on “eterna juventude

  1. Estrella: tenés que visitar Brasil y quedarse aqui por un tiempo..pronto estarás hablando un portuñol aceptable como el mio :) Para hablar portugues la cosa es distinta. Tampoco yo lo hablo bien todavia! Besos

    Alziro: Não gosto de loiros, sabe? O James Dean foi uma exceção. Nem mesmo o Brad. Já os morenos como o Johnny Deep e o Javier Barden são um caso sério…memoráveis forever!

  2. Allan: e pra existem os blogs? Vão ficar por aí, qual fantasmas do século XXI, assombrando os computadores ou seja lá o que for que existam depois da gente. Vai que um dia um nerd do futuro descubra e fique lendo? É minha esperança. Porque isso de tradição oral está cada vez mais difícil. As pessoas não têm paciência pra falar e muito menos pra ouvir.
    bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *