porque é preciso relaxar

Standard

Hoje, quando entro em loja de brinquedos – e tenho entrado bastante- fico fascinada. Mas nunca sei bem o que dar para meu neto, que é por isso que entro.

Sei o que eu gosto. E que sempre gostei.

Eu adorava uma casa de bonecas que havia numa loja do bairro. Mas não havia dinheiro para comprar. Aí, acabei fazendo casas de bonecas com cartas de baralho. Pegava a própria caixa dos baralhos, eram dois baralhos, e montava as cartas de forma a virar uma casinha. Daí me divertia com os reis, valetes e damas, com minha franca predileção pela dama de espadas- sem dúvida a mais bonita- e o valete de ouros. Os reis eram muito velhos, acho. Entravam como personagens secundários. Figuração. Como alegoria serve até hoje.

Também quis muito um balanço de dois, uma cadeirinha de cada lado. Hoje sei também que era inviável pelo preço, mas na época vieram com a esparrela que eu era sozinha e não poderia brincar. De fato, com dois irmãos mais de uma década mais velhos do que eu e sem vizinhos num brooklin quase deserto, a coisa fazia sentido. Fui engambelada mas com lógica.

Já jogo de armar nunca gostei. Cheguei a ganhar mas nunca fui conhecida pela paciência, embora seja minuciosa.

Palavras cruzadas joguei desde que aprendi a escrever. Até hoje, em viagens de avião. São envolventes, Mais do que o meu medo de turbulência.

Quis muito também um carrinho – acho que era um jeep – vermelho , que era da vizinha. Ela nunca me permitiu andar nele. Alguns anos depois, quando ganhei um canivetinho de brinquedo, tentei furá-la com ele. Digamos que eu tinha meus motivos, mas não aconteceu nada além de terem me confiscado o canivetinho.

Hoje tenho dinheiro pra comprar brinquedos.

E quem disse que meu neto gosta? Ele se diverte mesmo com uma antiga caixa de CDs de plástico que parece uma sanfona e com um porta-copos.

Mas herdou meu ursinho de andar de avião. E tornou-se seu melhor amigo.

Acho que vou ter que comprar outro urso só pra mim, quando puder voltar a voar.

E vocês? Ainda conseguem se lembrar do que gostavam de brincar?

One thought on “porque é preciso relaxar

  1. Oi, Maray. Também não fui de muitos brinquedos. Meus pais precisavam economizar. Quanto ao seu neto, espere um pouco e compre um celular. Hoje em dia, parece que a garotada se diverte mais com isso. O que, para nós, pode parecer uma lástima. Sei lá! Abração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *