feira de quinta-feira

Standard

Quinta-feira: dia de feira.

Eu podia comprar no supermercado, eu podia comprar pela internet, eu podia comprar na feira de orgânicos, eu podia ter uma horta, eu podia matar e roubar. Mas eu faço feira toda quinta-feira.

Na feira, quase sempre as mesmas barracas. Pela qualidade dos produtos, pela simpatia do feirante, pela discrição. Porque ser discreto também é qualidade para mim. O cara está lá para vender, mas não precisa assediar, abordar, ser interativo ou proativo ou que raio de ativo os tempos modernos e as modinhas definam. Não quero nenhuma atividade a não ser estar lá, trazer bons produtos e me deixar sossegada.

Tá bom, estou velha e chata, provavelmente. Ou não.

Quinta-feira eu faço feira.

Barraca de tomates. Bons tomates. Pras minhas saladas, pro molho de macarrão – ótimo- do maridão. O feirante, discreto como gosto, pergunta pelo maridão, ausente.

Está fazendo um curso, digo, pra não me estender muito.

Curso? Diz ele. Sabe que eu nunca fiz um curso?

Penso com meus botões que ele lamenta e eu não devia ter dito isso porque posso ter constrangido e detesto constranger as pessoas.

Mas não. Ele continua: desde os meus quinze anos nunca mais fiz curso nenhum.

Faço as contas com meus botões. Deve ter acabado só o fundamental.

Tenho 34 anos, diz ele. ( puxa, reflito sempre com meus botões. Tão novo!) E tenho casa. Carro e não tenho patrão. Tá ótimo, né não?

Dou um sorriso o menos amarelo que consigo. Pago os tomates e sigo a feira.

Um garoto de 34 anos e já “realizado na vida” , segundo ele. Trabalha de sol a sol, de domingo a domingo. Nâo tem patrão mas também não tem nenhum direito trabalhista assegurado, não tem aposentadoria ( a não ser que pague, o que duvido), não tem plano saúde, não tem férias, não tem décimo terceiro. Mas não tem patrão e deve se sentir um Roberto Lehman dos tomates.

Não precisa gostar de estudar. Entendo isso. O que não entendo é a ambição de uma vida se estender a casa e carro. E terminar aos 34 anos.

Mas enfim…Cada um sabe de si.

Eu só estou fazendo minha feira das quintas-feiras.