eletrocalha vem a calhar

Standard

eletrocalha_1_260x240

Todo ano é a lesma lerda: vem chegando o natal e é aquele stress por conta dos presentes. Em casa o stress é triplicado: três de nós fazem aniversário nestas semanas.

Eu reclamo mas gosto. E muito. Tempo houve em que eu pedia alguma coisa pro papai noel (até eu descobrir que o velho que aparecia em casa, me punha no colo e não abria a boca era meu pai) e a coisa não vinha.  Esqueci a maioria dos presentes que ganhei de pequena, mas não esqueci os que não ganhei.

Não ganhei um balanço duplo de colocar na varanda. Não ganhei uma casinha de dois andares de bonecas. Não ganhei a coleção completa do Andersen, ilustrada, é claro, que eu nasci com bom gosto pra livros, modéstia inclusa.

Pois é. Agora que sou, digamos assim, grande  (pra não dizer com muitos anos de janela), continuo pedindo coisas. Não pra papai noel, porém. Pra filhos, pra marido e a maioria pra mim mesma, que eu me gosto.

Este ano inventei uma reforma em nosso quarto. E PRECISO de uma eletrocalha perfurada sem virola, pintada eletrostaticamente. PRECISO.

Então é isso, papai noel ou quem diabos lhe faça as vezes: quero a minha eletrocalha!

Já procurei em toda internet, até já achei, e de quebra me tornei perita em eletrocalhas em geral, com virolas, tipo bandeijadas, tipo perfiladas, tipo o raio que as parta e não acho nenhuma em local que eu consiga chegar sem gastar duas a três horas no trânsito. Algumas sem gastar passagem aérea.

Assim não dá. Nas lojas físicas que passei, nenhuma tem uma eletrocalha que preste. Com bom acabamento, uma vez que ficará aparente, com bom arremate.

Então se vira, papai noel. Você que tem trenó e consegue furar congestionamentos de natal, quero meu presente!

Lembre-se que eu também sou aniversariante e que tenho uma memória de elefante pros presentes NÃO ganhos e que sou rancorosa por princípio e por prazer…